Banner










Domingo, 21 de julho de 2024 - [email protected] - whatsapp: 69 9.9957-2377


Banner



Em pleno desenvolvimento, Rondônia mais que dobra exportações para América do Sul

- anúncio-
Banner

As exportações de Rondônia mais que dobraram, cresceram 108% de 2022 para 2023, para os demais países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. O governo do estado não para de criar ações, visando fortalecer as relações comerciais com os países vizinhos. Exemplo disso, foi o primeiro Rondônia Day Internacional, evento focado na promoção do estado que percorreu as principais capitais do Brasil, e no mês passado, teve como destino na América do Sul, Córdoba, na Argentina.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha, evidencia as vantagens das relações comerciais proporcionadas pelo estado. “Rondônia é destino em alta para fazer negócios no Brasil, com cadeias produtivas que destacam-se pela qualidade, sustentabilidade e produtividade; possui pacote de incentivos fiscais atrativo; hub logístico que dá competitividade aos produtos, inclusive tendo como diferencial a hidrovia do Rio Madeira, e uma população trabalhadora que valoriza as oportunidades. O que queremos é prosperar junto com toda a América do Sul e a economia global’’, salientou.

Chile e Argentina são atualmente os principais parceiros deste bloco, responsáveis por 57,2% das exportações de Rondônia, mas toda a América do Sul está presente na rota rondoniense de exportações.

- Advertisement -
- Advertisement -

RELAÇÕES COMERCIAIS

- Advertisement -

Conforme levantamento da Coordenadoria de Geointeligência de Dados Econômicos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), com base nos dados do comércio exterior brasileiro: Comex Stat, em 2023, as exportações de Rondônia para países da América do Sul movimentaram US$ 309.046.116, o que ultrapassa R$ 1,5 bilhão.

As relações comerciais contemplam 128 produtos, entre eles: soja, milho, arroz, café, carne bovina, peixes, castanha do Brasil, minérios, madeiras de manejo sustentável, máquinas e aparelhos de uso agrícola, bicicletas e embarcações.

Em contrapartida, Rondônia importa dos países da América do Sul produtos como uvas frescas, plantas utilizadas na medicina e em perfumarias, partes de instrumentos musicais, aparelhos de medicina, tecidos, especiarias e adubos; fortalecendo o intercâmbio comercial.

ATRATIVO

O vice-governador e secretário da Sedec, Sérgio Gonçalves, destaca que países sul-americanos estão entre os dez principais destinos dos produtos de Rondônia, a exemplo da Argentina e o Chile. ‘‘O governo do estado tem feito um esforço histórico para fortalecer os laços econômicos com os países vizinhos, por meio de ações estratégicas de promoção comercial, e nesta fase de pleno desenvolvimento rondoniense, comprovada pelos indicadores econômicos, os produtos do estado estão cada vez mais atrativos para os países da América do Sul’’, avaliou.

A coordenadora de Atração de Investimentos e Promoção à Exportação – Invest Rondônia, Kívia Vilarim pontuou que, entre as ações estratégicas estão programações como o Rondônia Day, a participação em feiras setoriais e a formalização de parcerias estratégicas para abertura de mercados. ‘‘Essas iniciativas demonstram a proatividade do governo em estar presente no mercado internacional, e levar os produtos locais para as prateleiras da Bolívia, Argentina, Peru, Chile e Colômbia, principalmente’’.

Segundo a coordenadora, a participação de representantes desses países em agendas construídas pela Sedec, tais como o Rondônia Day Brasília, por meio das embaixadas; Rondônia Day São Paulo, por meio dos consulados e escritórios comerciais; e Rondônia Day Córdoba, por meio de uma agência de investimentos, além da presença em grandes feiras como a Expocruz (Bolívia) e Expoalimentaria (Peru), tem surtido efeito na geração de networking com o mercado latino, pautado em iniciativas diplomáticas, com foco na atração de investimentos para o estado.

PERFIL

O estado de Rondônia está localizado na Amazônia, no Norte do Brasil, país também pertencente à América do Sul. Possui mais de 55% do seu território coberto por florestas, conforme dados do MapBiomas, e avança na produção de alimentos com sustentabilidade. A alta produtividade no estado é combinada com inovação tecnológica, boas práticas e a defesa do meio ambiente.

Rondônia conquistou três selos de Indicação Geográfica do café, cacau e Tambaqui, o que sinaliza que é referência nessas cadeias produtivas, e ocupa a 4ª posição no ranking nacional na exportação de carne bovina pelo alto padrão de sanidade, tendo reconhecimento internacional de rebanho livre de febre aftosa sem vacinação, o maior do Brasil com esse status.

O estado também tem a menor taxa anual de desemprego do Brasil. Negócios de diversos eixos têm prosperado em Rondônia, o que amplia o leque para atender às necessidades dos mercados internacionais.

Confira a evolução nas exportações:
• 2022: US$ 147.952.735
• 2023: US$ 309.046.126
Variação: crescimento de 108% (US$ 161.093.381)

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

 

 

- Advertisement -

Banner


Banner

Veja também



Notícias relacionadas














z